Rede Viva

Este é o blog do Núcleo Distrital de Évora da REAPN. Seja bem-vindo!

quarta-feira, janeiro 24, 2007

Todos Diferentes, Todos Iguais


O "Programa Todos Diferentes, Todos Iguais" apoia financeiramente projectos que promovam a igualdade, a diversidade cultural e o debate sobre os direitos humanos, indica uma portaria publicada hoje em Diário da República.

As acções podem ser: voluntariado dirigido às comunidades imigrantes, debates, colóquios e conferências, acções de formação para a cidadania e direitos humanos e campanhas de informação para a integração de pessoas com deficiência ou incapacidade, entre outras.

Podem candidatar-se ao programa associações juvenis, grupos informais de jovens e outras entidades privadas sem fins lucrativos.

O programa "Todos Diferentes, Todos Iguais" é gerido pelo Instituto Português da Juventude e decorre até 30 de Setembro de 2007.

terça-feira, janeiro 16, 2007

Acção de Formação:"Gestão de Parcerias"
Carga horária: (15h)
Destinatários:Activos, Formação – Nível IV
Objectivos: No final do curso os formandos serão capaz de:
Assimilar o princípio da parceria;
Compreender a construção da parceria;
Perceber a estratégia dos actores;

Compreender gestão da parceria e entender a avaliação da
parceria

Conteúdos: Quando fazer uma parceria;
Funcionamento de uma parceria;

Quando a parceria termina

Data de realização/Local:
Início Previsto: 02/02/2007
Local a definir:
---------

quarta-feira, dezembro 20, 2006

Conferência

A Conferência Pedagogia da Interdependência - Uma força contra a exclusão realiza-se dia 19 de Janeiro de 2007 no auditório da reitoria da Universidade de Aveiro.

terça-feira, outubro 24, 2006

Primeiro Ministro apresenta PNAI



Plano Nacional de Acção para a Inclusão 2006/2008



No prazo de 15 dias, o Governo irá aprovar as candidaturas para a construção de 200 novos equipamentos sociais (destinados a idosos e crianças).
Na apresentação do Plano Nacional de Acção para a Inclusão (PNAI), o primeiro-ministro, José Sócrates, afirmou esta segunda-feira que a construção de novos equipamentos sociais destinados sobretudo a idosos e crianças permitirá a curto prazo a criação no país de novos 3.200 postos de trabalho.
De acordo com o primeiro-ministro, no prazo de 15 dias, o Governo irá aprovar as candidaturas para a construção de 200 novos equipamentos sociais (destinados a idosos e crianças), que prestarão serviços a cerca de 9.500 cidadãos.
O PNAI 2006/2008, incide no combate à pobreza dos mais frágeis (idosos e crianças), na diminuição das desvantagens que a população tem nos domínios da educação e formação, e no combate à exclusão e risco de pobreza a que estão sujeitas pessoas com deficiência.
Com o PNAI, o Governo pretende criar parcerias entre diversas entidades (nomeadamente, autarquias, entidade públicas e privadas sem fins lucrativos) para uma maior eficácia das respostas sociais.
Fonte: Agência Lusa

quarta-feira, outubro 18, 2006

O que disseram eles...

Mensagem do Secretário-geral das Nações Unidas

Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza
17 de Outubro de 2006

Este ano, o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza tem como tema “Juntos contra a pobreza”, destacando que devemos criar uma aliança verdadeiramente global contra a pobreza, na qual todos devem participar activamente - países desenvolvidos e em desenvolvimento.
O mundo alcançou progressos reais, mas insuficientes para atingir os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio. Assim, se a extrema pobreza diminui significativamente entre 1990 e 2002, passando nos países desenvolvidos de 28% para 19%, os progressos têm sido desiguais entre regiões e países. Se numa grande parte da Ásia, graças ao desenvolvimento económico e social, perto de 250 milhões de pessoas saíram da pobreza absoluta, as taxas da pobreza na Ásia Ocidental e no Norte de África mantiveram-se estanques, e nas economias em transição da Europa Oriental e da Ásia Central aumentaram. Mas, é a Africa Subsariana que regista o maior atraso, sendo pouco provável que esta região consiga atingir o Objectivo de Desenvolvimento do Milénio de reduzir para metade a pobreza extrema até 2015.
É claro que muito mais necessita de ser feito para combater a pobreza e o subdesenvolvimento. As negociações comerciais de Doha devem produzir mudanças comerciais mais equitativas e mais livres para todos. É necessário que os países desenvolvidos respeitem os seus compromissos relativamente à ajuda pública ao desenvolvimento e ao alívio da dívida. As nações desenvolvidas, por seu lado deveriam dar prioridade aos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio e, se ainda não o fizeram, adoptar estratégias nacionais para os alcançar. Deveriam utilizar a ajuda pública ao desenvolvimento para reforçar as capacidades nacionais de forma sustentável, melhorar a governação e reforçar o estado de direito. Quanto aos países que se encontram já no percurso para atingir os objectivos em questão, poderiam ir mais longe adoptando metas ainda mais ambiciosas.
Infelizmente, a “parceria global para o desenvolvimento” continua a ser mais uma frase do que um facto. É necessário que isto mude. Todos os actores chaves do desenvolvimento, quer se trate de entidades públicas, do sector privado, da sociedade civil ou ainda das pessoas que vivem em situação de pobreza, devem unir forças e lutar em conjunto contra a pobreza para melhorar o nível de vida e aliviar o sofrimento humano.
A campanha destinada a “fazer da pobreza história” é um desafio moral essencial da nossa época. Não pode ser apenas tarefa de alguns, mas deve tornar-se uma questão de todos. Neste Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, convido-vos, a todos, a juntarem-se a este combate. Juntos podemos obter progressos reais e suficientes para acabar com a pobreza.

Kofi Annan
17 de Outubro de 2006

“A economia mundial como um todo fica paralisada quando a falta de desenvolvimento condena regiões inteiras à pobreza e a uma aparente falta de perspectivas.” Jacques Chirac, Presidente da República Francesa

“A extrema pobreza, a desigualdade crescente não só entre países, mas também dentro dos próprios países, são o grande desafio do nosso tempo, porque são um terreno fértil para a instabilidade e o conflito. Portanto, reduzir a pobreza em todo o mundo é essencial para garantir a paz e a segurança.” Gerhard Schröder, Chanceler da Alemanha

“A oportunidade é uma força poderosa para dar às pessoas uma chance para um futuro de paz. Está nas nossas mãos criar uma economia global de crescimento, acesso à educação e à tecnologia, e, o mais importante, à justiça, para mostrar aos jovens que o nosso mundo é um mundo de equidade, abertura e esperança. Os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio precisam ser reforçados com novos marcos referenciais para avaliar o progresso, assegurar um comércio melhor e mais justo, e para que possam ser criadas novas relações globais.”
Rei Abdullah da Jordânia

"O caminho para a Paz duradoura deve incluir uma nova ordem política e económica internacional, que estenda a todos os países oportunidades reais para o desenvolvimento económico e social." Lula da Silva, Presidente do Brasil

"A protecção e o empowerment dos individuos e das comunidades são a fundação da paz e da segurança internacionais... Não haverá estabilidade nem prosperidade no mundo a menos que os problemas na África sejam resolvidos... As questões relativas à paz e à segurança, assim como as questões económicas e sociais estão cada vez mais interligadas." Junichiro Koizumi, Primeiro Ministro do Japão

"A nossa luta pela Paz e segurança globais não será bem sucedida a menos que intensifiquemos a cooperação internacional para o desenvolvimento e a redução da pobreza." Olusagun Obasanjo, Presidente da Nigéria


quinta-feira, outubro 12, 2006

Fórum "Intervenção Social com a Juventude em contexto de Pobreza e Exclusão Social"

Á semelhança do que tem ocorrido nos anos anteriores, a REAPN assinala no próximo dia 17 de Outubro o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza com a realização de um conjunto bastante diversificado de acções nos 18 distritos do continente.
Neste contexto irá o Núcleo de Évora promover no próximo dia 17, entre as 14.35h e as 17.00h, o Fórum “Intervenção Social com a Juventude em contexto de Pobreza e Exclusão Social”, no Palácio D. Manuel (Jardim Público) em Évora.
O evento irá reunir mais de 3o participantes oriundos de Organismos Públicos e de ONG’s que desenvolvem intervenção social junto da juventude, nomeadamente de jovens que vivenciam situações de pobreza e exclusão.
Os participantes irão reflectir em torno de 3 eixos fundamentais:

● Reflectir sobre os principais problemas que afectam a juventude e que agudizam situações de pobreza e de exclusão social;
● Efectuar o levantamento do “st;ate of arts”: quais as metodologias e práticas que têm sido desenvolvidas e qual o seu impacto? Qual o nível de satisfação dos resultados obtidos? Que ilações se podem retirar para o futuro?
● Como preparar o futuro, a definição de estratégias e prioridades face a novos projectos, nomeadamente a terceira geração do Programa Escolhas.

segunda-feira, outubro 02, 2006

Abertas candidaturas ao Clique Solidário


PROGRAMA “CLIQUE SOLIDÁRIO” – FASE II


ABERTURA DE CANDIDATURAS À MEDIDA 1.1 – COMPETÊNCIAS BÁSICAS
Encontra-se aberto concurso para financiamento de projectos que visem conferir a certificação de competências básicas em tecnologias de informação, mediante a frequência de acções de natureza formativa com a duração média de 12 horas, conducentes à atribuição do Diploma de Competências Básicas em Tecnologias de Informação (DCB), conforme estabelecido no Decreto-Lei nº 140/2001, de 24 de Abril e na Portaria 1013/2001, de 21 de Agosto.
PERÍODO DO CONCURSO: De 11 de Setembro a 13 de Outubro de 2006.
ENTIDADES BENEFICIÁRIAS: Podem apenas candidatar-se instituições com projectos em execução no âmbito do Programa Clique Solidário – Fase I.
LOCAL DE ENTREGA DAS CANDIDATURAS: As candidaturas devem ser entregues ou enviadas por via postal aos Serviços Centrais do Instituto de Segurança Social – Gabinete Técnico de Apoio para os Fundos e Programas Europeus, para a seguinte morada: Rua Rosa Araújo, nº 43, 1250-194 Lisboa.
INFORMAÇÕES E DOCUMENTOS
 
visitors